AventuraReis

O Reizinho Mandão

Havia uma vez um pequeno rei que vivia em seu castelo, sempre mandando seus súditos calarem a boca. Ele era conhecido por sua obsessão pelo silêncio e pela ordem, e ninguém ousava falar alto na presença dele. Como resultado, o reino se tornou um lugar estranhamente tranquilo, onde as pessoas sussurravam seus pensamentos e se comunicavam através de gestos tímidos.

Com o tempo, essa busca incessante pelo silêncio levou as pessoas a esquecerem como falar adequadamente. As palavras se tornaram um eco distante em suas mentes, e a comunicação verbal tornou-se um conceito quase esquecido. O pequeno rei, que inicialmente acreditava que estava criando uma sociedade perfeita, percebeu com pesar o que havia feito com seu povo.

Decidido a remediar sua ação precipitada, o pequeno rei tomou a decisão de visitar um reino vizinho e buscar orientação de um sábio que vivia lá. Este sábio era um velhinho conhecido por falar incessantemente, algo que, em tempos normais, teria irritado profundamente o pequeno rei. No entanto, ele estava determinado a mudar e se tornar um líder mais sábio.

O pequeno rei se dirigiu ao reino vizinho e encontrou o sábio, que estava ocupado falando sobre diversos assuntos. O sábio parecia não notar a presença do pequeno rei até que ele se desculpou por incomodá-lo. Para sua surpresa, o sábio não o repreendeu, nem mesmo o interrompeu. Em vez disso, ele continuou a falar, enquanto o pequeno rei ouvia com atenção.

Quando o sábio finalmente interrompeu seu monólogo, o pequeno rei não se importou. Em vez disso, ele sorriu e mostrou respeito ao velho sábio. O sábio, por sua vez, olhou fixamente nos olhos do rei e lançou um olhar de reprovação.

“Bem”, disse o sábio, “você estava sempre mandando as pessoas calarem a boca, não é mesmo? Agora, espere e veja o que acontece.”

O velho sábio começou a se movimentar, balançando a cabeça e apontando para o nariz do pequeno rei. O rei se sentiu envergonhado e impotente, afinal, ele estava na casa do sábio, não era o governante deste lugar.

No entanto, o sábio logo se acalmou e sentou ao lado do pequeno rei. Ele começou a explicar pacientemente: “Ser rei não é apenas dar ordens, jovem. Você precisa ter discernimento e sabedoria. Suas ações têm consequências. Olhe para o que aconteceu em seu reino. Você impôs leis estranhas e ordenou o silêncio absoluto. Agora todos o consideram um tolo. Você conseguiu o silêncio que queria, mas a que custo?”

O pequeno rei abaixou a cabeça, reconhecendo seu erro e sentindo-se desapontado consigo mesmo.

“Não precisa ficar de mau humor”, continuou o sábio. “Agora você precisa lidar com essa situação. Aqui está o que você deve fazer: saia pelo seu reino e bata de porta em porta. Se encontrar uma criança, mesmo que ela ainda consiga falar, ouça o que ela tem a dizer. Será por meio delas que seu reino será libertado dessa maldição que você impôs.”

Determinado a corrigir seu erro, o pequeno rei agradeceu ao sábio pela orientação e partiu em sua jornada para reverter o silêncio que havia criado em seu reino. Ele sabia que seria uma tarefa árdua, mas estava disposto a aprender com suas falhas e a restaurar a voz de seu povo. E assim, com humildade e sabedoria recém-adquiridas, o pequeno rei embarcou em uma nova jornada para redimir seu reino do silêncio que ele próprio havia instaurado.

4.5/5 - (112 votes)

6 Comentários

O Que Achou da Historinha?

Botão Voltar ao topo