Animais

A Dama e o Vagabundo

Ler Historinha A Dama e o Vagabundo

Lili era uma ótima cadela que morava com Jaime e Judith, seus donos. Ela vivia uma vida plena: tinha duas tigelas limpas nas quais só ela comia e uma cesta com um cobertor de lã para dormir.

Mas Lili preferia deitar-se na cama quente e macia de seus donos, sobre um edredom. Ela cochilava lá quando não tinha nada para fazer. Lili pegava o jornal e as cartas que chegavam todas as manhãs e corria escada acima para levá-los a Jaime e Judith. Lili tinha certeza de que teria um lar muito feliz.

Um dia ela soube que um bebê estava chegando. Ela não sabia o que era. Seus amigos Joca e Fiel explicaram: “Uma criança é um ser humano, só que é bem menor e anda de quatro. Eles não vão deixar você brincar com ele, Srta. Lili. Os bebês são muito frágeis.”

Foi neste momento que apareceu um cão muito corajoso que não tinha trela nem dono. Era um vira-lata. Logo ele se juntou à conversa. “O bebê é um problema! Os bebês coçam, puxam as orelhas e às vezes até o rabo!”

Lili estava cada vez mais espantada enquanto o vira-lata não parava de repetir: “Espere, senhorita, até o bebê nascer… Você não vai mais poder coçar pulgas, nem latir, nem sentar no tapete da sala! O que é pior, quando seu bebê chegar em casa, você vai embora!” – Não dê ouvidos a ele, Srta. Lili. Todo mundo sabe que o homem é o melhor amigo do cachorro, disse Fiel.

Lili estava muito preocupada com as palavras de Mutt. Mas quando o bebê apareceu, ela viu que não havia nada a temer: ele era apenas um novo ser humano para ser amado e cuidado. Essa descoberta a deixou feliz. Algum tempo depois, tia Sarah veio cuidar do bebê enquanto Jaime e Judith foram embora.

Tia Sarah trouxe seus dois gatos siameses em uma cesta, que logo começaram a mexer com tudo. Subiram na mesa, tiraram a toalha, quebraram o aquário, derrubaram a gaiola. Eles fizeram da casa uma bagunça enorme que Lili não conseguiu evitar.

Tia Sarah culpou Lili pelos danos causados a seus próprios gatos. Como punição, ela a trancou em um canil no quintal e colocou uma focinheira nela. Lili não estava acostumada a ser tratada assim e não gostava nada disso. Ela forçou a alça e conseguiu quebrá-la. Ela correu pelas ruas da cidade.

Eventualmente, ela encontrou um vira-lata que a levou ao zoológico, dizendo: “Temos que jogar isso fora, garota! Conheço um amigo que pode nos ajudar. Vamos buscá-lo.”

O castor mordeu a coleira e Lili foi liberada de sua boca. Que alívio! Mutt comentou: “É por isso que não quero ser possuído. Você vai comer em outro lugar todos os dias, mas eu não pertenço a ninguém. Eu não estou usando uma coleira masculina!”

Mutt levou Lili para jantar no Restaurante Nino e depois foram passear no parque. Foi a primeira vez que Lili passou a noite fora. A lua estava linda! De repente Lili se lembrou que tinha que voltar porque tinha que cuidar do bebê.

No caminho, Mutt convidou Lili para caçar galinhas. Eles entraram no galinheiro cavando um túnel no chão sob a cerca. As galinhas se assustaram e começaram a fazer barulho! O dono da casa acordou, disparou a espingarda e os dois fugiram. Mas Lili foi presa e levada para o canil da Prefeitura, onde encontrou cães vadios sem dono.

Lili chegou em casa triste e deprimida. Joca e Fiel tentaram consolá-la quando Vir-Lata chegou. Lili não queria falar com ele porque estava magoada com o que havia acontecido. Ela nunca esteve em um lugar tão terrível como o canil da Prefeitura antes – e tudo por causa de um vira-lata! Além disso, descobriu que ele tinha muitas outras namoradas!

Mas a briga terminou abruptamente quando ambos perceberam que havia um incêndio na casa. Lili e Mutt correram para seus quartos. Não havia tempo a perder.

Lili acordou Jaime e Judith, que tinham acabado de chegar de viagem. Jaime desceu rapidamente e apagou o fogo. Felizmente, graças ao aviso de Lili e Mutt, nada de grave aconteceu. Jaime agradeceu a Mutt e ofereceu-lhe uma coleira para que pudesse morar em sua casa.

Mutt olhou para o vasto mundo lá fora, depois olhou para Lili… e aceitou o convite. Ele perderia sua liberdade, mas teria um lar muito feliz. Agora Mutt estava ajudando Lili a cuidar da casa e do bebê. Jaime e Judith confiavam neles.

E antes do Natal, Lili Vira-Lata ganhou mais uma família: nasceram quatro cachorrinhos gordos e espertos. O mais travesso de todos se parecia com seu pai.

4.3/5 - (152 votes)
CONCORRA A 2 MIL REAIS!

34 Comentários

  1. Linda história! Leitura um pouco difícil devido a muitos erros de gramática, mas fez minha namorada dormir! Cumpriu com seu papel!

O Que Achou da Historinha?

Botão Voltar ao topo