AventuraBruxas

Jõao e Maria

Havia uma pequena casa à beira de uma floresta densa, onde vivia uma família simples. O pai, um lenhador, e a madrasta, uma mulher amorosa, enfrentavam tempos difíceis. A comida escasseava naquela região, e o peso da fome pesava sobre todos.

Eles tinham dois filhos, João, o mais velho, e Maria, a caçula. As crianças eram muito próximas e compartilhavam uma relação especial. João, inteligente e engenhoso, sempre tentava encontrar soluções para os problemas da família. Maria, doce e prestativa, apoiava o irmão em suas aventuras.

Certo dia, o pai, preocupado com a falta de comida, decidiu levar João e Maria para um passeio na floresta, na esperança de encontrar comida ou uma solução para sua situação difícil. A mãe deles, preocupada, preparou uma cesta com pão e queijo para que levassem durante o passeio.

Enquanto caminhavam pela floresta, João e Maria se encantavam com os pássaros cantando e as árvores altas balançando ao vento. Porém, à medida que se aventuravam mais e mais na floresta, perceberam que estavam se afastando cada vez mais da trilha que os levaria de volta para casa.

O pai, buscando uma solução para a situação, pediu para João e Maria esperarem enquanto ele buscava lenha para acender uma fogueira e sinalizar o caminho de volta. Ele instruiu as crianças a não se afastarem, mas a fome e a curiosidade das crianças eram maiores.

João teve uma ideia brilhante para garantir que pudessem voltar para casa. Pegou um pedaço de pão e começou a deixar migalhas pelo caminho, acreditando que as migalhas serviriam como um rastro para encontrarem o caminho de volta. No entanto, eles não sabiam que os pássaros da floresta estavam famintos e se deliciaram com as migalhas, tornando impossível para João e Maria encontrar o caminho de volta.

Enquanto o sol começava a se pôr, a fome e o cansaço começaram a pesar sobre João e Maria. Eles avistaram uma luz brilhante entre as árvores e decidiram segui-la, na esperança de encontrar ajuda ou algum abrigo para passar a noite.

Essa luz os levou a uma casa peculiar, feita de doces e guloseimas. João e Maria, famintos e cansados, não resistiram à tentação e começaram a comer os doces que cobriam a casa. Porém, a casa pertencia a uma bruxa malvada que capturou as crianças e as prendeu.

A bruxa queria transformar João e Maria em seus prisioneiros e, por isso, começou a preparar um caldeirão para cozinhá-los. Enquanto a bruxa se ocupava com suas preparações, João e Maria bolaram um plano para escapar.

Usando sua astúcia, João distraiu a bruxa enquanto Maria pegava a chave e os libertava da jaula. Juntos, conseguiram empurrar a bruxa para dentro do caldeirão e fecharam a tampa, deixando-a presa.

Com a bruxa derrotada, João e Maria fugiram da casa de doces, correndo pela floresta até encontrarem o caminho de volta. Com a ajuda do sol nascente, conseguiram seguir as migalhas de pão que João havia deixado para trás e, finalmente, chegaram em casa.

Ao ver João e Maria de volta, o pai correu para abraçá-los, aliviado e emocionado. Todos choraram de alegria, sentindo-se gratos por estarem juntos novamente.

Juntos, pai e filhos conversaram sobre a incrível aventura que haviam enfrentado na floresta. Prometeram nunca mais se separarem e aprenderam a importância da união e da perseverança em momentos difíceis.

E assim, viveram felizes para sempre, valorizando mais do que nunca o calor e a segurança do seu lar, sabendo que, juntos, poderiam superar qualquer desafio que a vida lhes trouxesse.

4.3/5 - (32 votes)

O Que Achou da Historinha?

Botão Voltar ao topo